Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico
Usuário
Senha

Notícias

Newsletter

Nome:
Email:

Chuvas de verão: redobre os cuidados com enchentes, inundações e raios

Fortes chuvas, acompanhadas de raios, são características dessa época do ano. Nas ruas da cidade, o acúmulo de grande quantidade de água em pouco tempo pode provocar enchentes. Quanto acontece no leito de rios, provoca inundações. Na cidade de São Paulo, erguida sobre mais de 200 rios catalogados pela prefeitura, os dois fenômenos são comuns no verão. As enchentes, que são acontecimentos naturais, podem ser intensificadas pelas práticas humanas. Não desmatar encostas de rios, deixar de jogar lixo nas ruas, evitando entupir bueiros, e construir calçadas com maior área de infiltração são atitudes que contribuem para diminuir o número de enchentes. Segundo a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), em estudo realizado no ano de 2013, estima-se que a capital paulista perde cerca de R$ 336 milhões anualmente com alagamentos provocados por temporais. Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o Brasil é líder mundial de raios - cerca de 100 milhões por ano. Dados levantados no ano de 2016 mostraram que 43% das mortes decorrentes de descargas elétricas provocadas por raios no país ocorrem no verão. Cuidados A Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil de São Paulo (Cepdec/SP) faz recomendações para prevenir acidentes durante tempestades, como ter um lugar seguro para se abrigar, cujas portas e janelas possam ser fechadas em caso de inundação, e desligar aparelhos elétricos da tomada, para diminuir a chance de curtos-circuitos. Além disso, é importante guardar documentos e objetos de valor em sacos plásticos bem fechados, em local protegido, e nunca colocar a própria vida em risco para tentar salvá-los. Como as águas de enchentes são contaminadas e podem transmitir doenças, espere seu nível baixar para sair ou procurar objetos. Para se proteger de raios, afaste-se de objetos grandes ou metálicos que estejam expostos, como tratores e árvores. Caso esteja em mar, rio ou piscina, saia imediatamente. Evite deitar no chão e ficar em locais abertos " campos de futebol, praias ou estacionamentos, por exemplo. Não encontrando abrigo, aconselha-se a ficar agachado, com os pés juntos, até a tempestade parar. Passada a tormenta, os cuidados ainda continuam. Veja se seu imóvel não corre risco de desabar e, então, lave e desinfete o local e os objetos que tiveram contato com as águas das enchentes, sem utilizar aparelhos elétricos que tenham sido molhados. Prevenção Os cidadãos podem ser alertados sobre riscos de tempestades diretamente por mensagens (SMS) em seus celulares. O serviço de texto, oferecido pela Defesa Civil paulista em parceria com a Secretaria Nacional de Proteção, fornece informações meteorológicas para as 645 cidades do estado. O serviço é gratuito e ajuda na prevenção contra temporais, enchentes, deslizamentos e incidência de raios. O cidadão que tiver interesse em se cadastrar deve enviar um SMS para o número 40199, escrevendo o CEP de interesse. Para registrar mais de um endereço, é necessário enviar uma mensagem por vez, não havendo limite para a quantidade de CEPs que podem ser cadastrados. Além disso, desde 1º de dezembro de 2018, a Cepdec/SP conduz as atividades da Operação Chuvas de Verão, que inclui planos preventivos em casos de inundações e deslizamentos em todo oterritório paulista. Segundo dados da própria coordenadoria, o trabalho realizado entre 2017 e 2018 reduziu o número de óbitos provocados por eventos meteorológicos em 47%. O total de pessoas feridas em razão das chuvas foi 81% menor, quando comparado com o ano anterior.
23/01/2019 (00:00)
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia